Receba as postagens direto no seu e-mail. Será lhe enviado um link no para confirma a inscrição.

Santo Padre Pio e os Santos Anjos.


Lembre-se que nossa alma é o templo de Deus e, como tal, devemos mantê-la pura e sem mácula diante de Deus e seus anjos. (SANTO PADRE PIO)



A palavra anjo deriva do antigo aggelos palavra grega que significa mensageiro. Os anjos são instrumentos de Deus ou mensageiros que ele usa para comunicar a sua vontade. Os anjos, são mencionados mais de 100 vezes no Antigo Testamento e mais de 150 vezes no Novo Testamento. Desde o primeiro livro do Gênesis ao último livro do Apocalipse, as escrituras falam da existência de anjos. No livro de Gênesis, os três homens que aparecem a Abraão são anjos que tomaram forma humana (Gên 18:2). Um anjo do Senhor apareceu a Moisés (Êx 3:2), a fim de levar os israelitas do cativeiro no Egito para a Terra Prometida. O nascimento de Jesus foi predito pelos anjos (Lc 2:14). Um anjo alimentou a Jesus quando ele foi tentado no deserto (Mt 4:11) e umanjo consolou-lo em sua Agonia no Horto (Lc 22:43). Um anjo rolou a pedra no túmulo vazio de Jesus (Mt 28:5) e Sua Ressurreição dos mortos foi anunciada por um anjo. No livro de Atos, Deus enviou um anjo para libertar Pedro depois que ele foi preso pelo rei Herodes (At 12:7). Em um discurso aos peregrinos americanos em 03/10/58, o Papa Pio XII falou de forma eloquente dos santos anjos e disse: "Os anjos são gloriosos, puros e esplêndidos. Eles sao dado a nós como companheiros no caminho da vida. Eles têm a tarefa de vigiar a todos vocês, para que você não desvie-se de Cristo, vosso Senhor". O Papa João Paulo II enfatizou o importante papel de anjos, quando ele deu seis audiências gerais em Roma em 1986, intituladas "Anjos Participam na História da Salvação". Em janeiro de 2009, o Papa Bento XVI afirmou: "Em face dos desafios do nosso tempo e as tribulações que todo indivíduo experimenta na sua vida, é salutar lembrar a poderosa ajuda e orientação solícita dos santos anjos que trabalham em conjunto para o benefício de todos nós". Entre os seres angélicos, o papel do anjo da guarda é de grande importância. A Igreja ensina que a funcao primordial do anjo da guarda é orientar o indivíduo em sua jornada em direção a Deus e protegê-lo do mal durante sua peregrinação terrena. A Igreja celebra a festa dos Anjos da Guarda a cada ano em 02 de
outubro. Padre Pio tinha um amor especial e uma devoção terna para o seu anjo da guarda. A partir dos cinco anos, ele foi capaz de ver e conversar com seu anjo da guarda. Em sua simplicidade infantil, ele assumiu que todos tinham a mesma experiência. Padre Pio se refere ao seu anjo da guarda como o "companheiro da minha infância." desfrutando de uma amizade íntima com ele em um continuo relacionamento amoroso ao longo de toda a sua vida. Para Padre Pio, o seu anjo era o seu apoio, seu protetor, seu professor, seu irmão, e seu amigo. Padre Pio despertava pela manhã, e unia-se ao seu anjo para orar e louvar a Deus, assim ele escreveu a Padre Agostino: "Mais uma vez à noite, quando eu fecho meus olhos, o véu é levantado e vejo o Paraíso se abrem diante de mim, e contente com esta visão eu durmo com um sorriso de beatitude doce em meus lábios e um semblante perfeitamente tranquila, esperando que o pequeno companheiro da minha infância para vir a acordar-me, para que possamos cantar juntos pela manhã louvores ao Amado de nossos corações". Em 20 de setembro de 1912, Padre Pio escreveu ao Padre Agostino e disse: "Os seres celestiais continuam a visitar-me e dar-me uma antecipação do arrebatamento dos bem-aventurados. E, enquanto a missão dos nossos anjos da guarda é grande, a missão de meu anjo próprio é certamente maior, já que ele tem a tarefa adicional de ensinar-me outras línguas". Em uma ocasião, Padre Agostino perguntou a Padre Pio se Jesus aparecia-lhe muitas vezes. Padre Pio respondeu que Jesus freqüentemente aparecia a ele e falava com ele. “Às vezes, ele aparece com as marcas visíveis da crucificação em seu corpo”. Padre Pio disse tambem que a Santíssima Virgem Maria, e o seu anjo da guarda também apareciam para ele. Padre Pio tinha grande devoção a São Miguel Arcanjo. Ele orava diário ao Arcanjo e experimentou a proteção de Sao Miguel muitas vezes os ao longo de sua vida. Ao ouvir confissões, Padre Pio frequentemente mandava recitar orações em honra de S. Miguel como penitência. Muitas vezes ele exortou as pessoas a visitarem no Monte Sant Angello, o antigo santuário dedicado a São Miguel, um dos poucos santuários no mundo dedicado a um anjo. Entre os muitos peregrinos que visitaram o santuário de São Miguel Arcanjo, houve oito papas, assim como muitos santos canonizados, incluindo São Francisco de Assis, São Bernardo de Claraval, Sao Geraldo.Majella, Santa Brigida da Suécia, Sao Thomas de Aquino e muito mais. Imperadores, reis, príncipes tambem se ajoelharam através dos séculos em oração na gruta santa. Na verdade, é providencial que o santuário de São Miguel esteja localizado no Monte Gargano, a uma curta distância a partir de San Giovanni Rotondo. Quando Padre Pio morreu em 23 de setembro de 1968, vários peregrinos que estavam em San Giovanni Rotondo relataram para os capuchinhos que viram anjos no céu durante a vigilia noturna. Quando o sol nasceu os anjos desapareceram tão misteriosamente como tinham vindo. Sabendo-se da devoção de Padre Pio ao longo de toda a sua vida para os anjos, este fato nao pode ser considerado surpreendente.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
MULTIMÍDIA CATÓLICA © 2012 | Direitos Autorais de Geovani Alves