Receba as postagens direto no seu e-mail. Será lhe enviado um link no para confirma a inscrição.

A medalha de São Bento - Defesa contra os espíritos infernais.

A medalha de São Bento é muito famosa hoje em dia. Os fiéis acreditam na proteção contra males físicos, espirituais e tentações malignas. Como também é impressionante a história de vida de São Bento. A seguir conheceremos um pouco da vida deste humilde servo do Senhor, sobre a famosa medalha, seu significado e a famosa oração de São Bento para afastar as tentações do demônio. além da medalha ter eficácia extraordinária no combate ao demônio e à suas manifestações.

Vida de São Bento de Núrsia
do São Bentoacesso à literatura monástica. No entanto decide tomar novos caminhos nesta vida e cria normas para valorizar a vida em serviço a Deus. Deixa tudo registrado no que é conhecido como a Regra, que inclusive é utilizada ainda hoje em inúmeros mosteiros no mundo todo.
Nasceu em Núrsia, interior da Itália. Ainda jovem foi enviado para Roma para estudar, porém não se adaptou a vida degredada da cidade grande e decidiu isolar-se como religioso. Um grupo de monges o convenceu a tornar-se líder deles e começaram a seguir as ordens de São Bento. Os monges não se adaptaram as duras regras impostas por São Bento e decidiram envenená-lo. Ao abençoar o cálice que continha veneno, este se quebrou em diversos pedaços, e conseguinte o plano foi descoberto.
Abandonou estes monges e seguiu por diversos lugares até chegar a Monte Cassino onde fundou um mosteiro e redigiu a Regra por qual este e outros mosteiros deveriam se orientar.
Alguns relatos da época citam episódios onde São Bento podia ler pensamentos, tirar água de rocha, fazer pessoas andarem sobre a água ou ainda um jarro de óleo que nunca acabava.
Entende-se que a mensagem de vida é de que a santidade de São Bento seja como a dos Santos e Profetas de outrora. São Gregório narra que Bento teve uma visão antes de seu fim : “De súbito, na calada da noite, olhou para cima e viu uma luz que se difundia do alto e dissipava as trevas da noite, brilhando com tal esplendor que, apesar de raiar nas trevas, superava o dia em claridade. Nesta visão, seguiu-se uma coisa admirável, pois, como depois ele mesmo contou, também o mundo inteiro lhe apareceu ante os olhos, como que concentrado num só raio de sol” Em seu último momento, após uma vida inteira dedicada a Deus e ao próximo, São Bento foi agraciado com a visão de Deus.

A história da medalha de São Bento

É impossível fixar com precisão a época em que se começou a usar a medalha de São Bento, mas podemos determinar as circunstâncias que ajudaram sua propagação.

Em 1647, em Nattremberg, na Alemanha, umas feiticeiras, acusadas de terem feito malefícios contra os habitantes da região, foram presas por ordem da autoridade pública.
Na instrução do processo, eles declararam que suas supersticiosas maquinações sempre ficavam sem resultado nos lugares que estivesse presente a imagem da Santa Cruz; acrescentaram que nunca
tinham conseguido exercer poder algum contra a abadia (mosteiro) de Metten, de onde concluíram que tal impotência se devia a alguma Cruz que protegia aquele mosteiro.
as autoridades consultaram os Beneditinos de Metten sobre essa particularidade. Fizeram-se pesquisas na abadia e notaram-se nas paredes muitas representações da Santa Cruz, acompanhadas dos
caracteres que estão reproduzidos na medalha de São Bento. Eram de época remota aqueles sinais, e muito tempo havia já que ninguém lhes prestava mais atenção.
Faltava explicar os tais caracteres, cujo sentido se tinha perdido; só eles é que podiam revelar a intenção com que aqueles cruzes ali haviam sido traçadas.
Depois de muitas investigações, afinal encontrou-se, na biblioteca da abadia, um manuscrito notável pela encadernação enriquecida com relíquias e pedras preciosas, o qual trazia, na primeira página, treze versos que indicavam ter sido o volume escrito e adornado por ordem do Abade Pedro, no ano de 1415.
O acontecimento de Nattremberg  despertou a devoção dos povos para com São Bento representado com a Santa Cruz. Foi então que, para os fiéis poderem gozar da proteção prometida aos que veneram a Santa Cruz em união com o santo Patriarca, a piedade pensou em multiplicar e propagar os augustos símbolos que se acham reunidos na medalha.
Da Alemanha, onde primeiramente se cunhou a medalha, foi-se ela espalhando com rapidez por toda Europa católica, sendo considerada pelos fiéis como uma defesa segura contra os espíritos infernais.


Significados dos símbolos da Medalha de São bento

Na frente da medalha aparece uma cruz e as letras C S P B gravadas. Estas letras são abreviações da frase em latim:
Cruz Sancti Patris Benedicti (Cruz do Santo Pai Bento).

Na haste vertical da cruz estão gravadas as letras: C S S M L que significam:
Crux Sacra Sit Mihi Lux (A cruz sagrada seja minha luz).

Na haste horizontal, as iniciais N D S M D:
Non Draco Sit Mihi Dux (Não seja o dragão (demônio) meu guia).

No alto da cruz está gravada a palavra PAX (Paz), que é o lema da Ordem de São Bento.

As letras: V R S N S M V que significam:
Vade Retro Sátana Nunquam Suade Mihi Vana
(Retira-te, satanás, nunca me aconselhes coisas vãs).

E as letras S M Q L I V B:
Sunt Mala Quae Libas Ipse Venena Bibas
(É mau o que me ofereces, bebe tu mesmo o teu veneno). 
A imagem de São Bento aparece no verso da medalha. Ele segura na mão esquerda o livro da Regra que escreveu para os monges beneditinos. Na outra mão, ele segura a cruz. Ao redor da medalha, lê-se:
Eius in Obitu nro Praesentia Muniamur
(Que São Bento nos conforte na hora da nossa morte).

“A Cruz Sagrada seja a minha luz,
Não seja o dragão o meu guia.
Retira-te Satanás,
Nunca me aconselhes coisas vãs.
É mal o que tu me ofereces,
Bebe tu mesmo o teu veneno.”




1 comentários:

  1. Paulo disse...:

    Como faço para receber esta medalha.....

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
MULTIMÍDIA CATÓLICA © 2012 | Direitos Autorais de Geovani Alves